Inspiração

Encante-se com a rotina

novembro 6, 2014
Encante-se com a rotina

Acordar cedo. Tomar um café da manhã corrido. Pegar trânsito ou transportes públicos lotados para chegar no trabalho. Chegar no trabalho e ter que fazer aquela coisa que você não aguenta mais. Almoçar nos mesmos lugares. Estudar. Dormir pouco. Trabalhar de novo. De novo. E de novo.

Faz sentido que a segunda-feira seja angustiante e que sexta seja o dia mais aguardado da semana, né? Porque, realmente, é fácil deixar que a rotina se transforme em uma grande inimiga – muitas vezes eu mesma paro pra perceber que estou frustrada com ela, tomada pela inquietude e pela vontade de mudar alguma coisa (ou todas as coisas). Porque de fato ela pode ficar cansativa e chata – e esse é um dos motivos pra reclamarmos tanto, como eu já disse nesse post.

Mas isso só acontece se a gente permitir, deixando a vida simplesmente se mecanizar. Só que a questão é justamente essa: você não precisa fazer isso. Você não precisa se entregar à frustração, ficar entediado todos os dias só esperando a sexta-feira, sentir aquele desespero fulminante domingo à noite só de pensar que a segunda está chegando. Eu juro que existe uma alternativa pra se livrar dessas terríveis sensações de uma vez por todas.

Mas para isso, tenho um teste a te propor. E você tem que fazê-lo a partir de agora, tentando colocá-lo em prática durante o dia inteiro.

Eu te proponho a prestar atenção em todos os pequenos elementos da sua rotina, percebendo como acontece cada momento do seu dia.

Preste atenção em quando o despertador toca. Será que não vale a pena acordar de primeira, sem colocar no soneca 50 vezes, pra fazer as coisas com mais calma?

Preste atenção em como você escova os dentes e de repente está olhando no espelho. No que você repara? Nos seus olhos, no seu cabelo?

E quando toma seu café da manhã. Como você se senta na cadeira? Você sequer se senta na cadeira?

Em como você conversa com as pessoas com quem convive. Você está sendo gentil com elas? Vocês sequer conversam? Será que você não pode tornar o dia dela mais feliz com uma simples palavra?

E nos lugares pelos quais passa até chegar no trabalho ou faculdade. Não existem coisas lindas que você às vezes não percebe, pelo simples fato de estar reparando demais no trânsito, no celular ou no fato de que está atrasado?

E no trabalho ou no seu curso, não pense no que te limita ou te frustra. Pense em todas oportunidades incríveis que ele te traz. Em todos os recursos que você pode usar pra criar soluções, inovações, revoluções, seja na maneira de enxergar ou fazer as coisas.

Será que vale a pena negativar todas essas situações? Porque elas vão acontecer de qualquer maneira e você tem que passar por isso por alguma razão. Mas o jeito como você vai encará-las é o que vai determinar o quão feliz é a sua rotina. Ainda que você pretenda mudar determinado aspecto da sua vida em breve, será que é válido esbanjar infelicidade em relação a aquilo até que essa mudança ocorra? E se essa mudança nunca ocorrer? Você terá vivido infeliz com sua rotina o tempo todo, sempre esperando a sexta-feira chegar?

Por mais que a frase já esteja batida, ela é um fato: “A vida é muito curta pra ser feliz apenas aos finais de semana”.

Então por que a segunda-feira tem que ser um dia ruim? Ela pode ser um dia maravilhoso como todos os outros.

A escolha é toda sua. Então escolha mudar as coisas. Faça com que a segunda seja um dia incrível. Não se deixe afetar pelos problemas: passe por cima de tudo como se fosse feito de ar. Faça até mesmo as tarefas mais chatas com dedicação, como se fossem incríveis – e elas se tornarão incríveis.

Traga emoção para a sua rotina, encontre novas saídas, novos hábitos, novas perspectivas. Você sempre pode começar um novo esporte, acordar mais cedo pra correr, meditar antes de dormir, começar a ler um novo livro, assistir uma nova série ou aquele filme que parece ser interessante, sair pra jantar no meio da semana, dançar sua música favorita, encontrar alguém que você não vê faz tempo. Ou começar aquele projeto que você está adiando há tempos – seja um curso, uma pós-graduação ou seu próprio livro.

Perceba que toda as ferramentas para ter uma vida cada vez mais feliz já estão nas suas mãos. E que a “rotina” pode ser maravilhosa. Só depende de você não se deixar levar por ela, e sim fazer com que ela seja determinada por você.

Por isso, tome consciência de que todos os dias, horas e minutos da sua vida podem ser felizes. Você pode fazer o que quiser deles: desde preenchê-los com mágica até se entregar à frustração – esta que, no fundo, só existe se você permitir.

E eu te pergunto: como você vai escolher levar sua rotina?

You Might Also Like

1 Comentário

  • Reply Louise novembro 6, 2014 at 10:50 am

    Amei o texto Isa, é isso mesmo. A rotina é uma coisa praticamente inevitável e até boa em muitos aspectos. Não temos como ficarmos sofrendo 5 dias da semana pra aproveitar 2 (isso sem contar quando sofremos por antecipação no domingo de noite).
    Temos que mudar as pequenas coisinhas dos nossos dias para que tenhamos uma rotina prazerosa, sem estresse, não deixando de ser rotina.

  • Deixe um comentário